Muita gente deseja começar a empreender para conquistar sua independência financeira, não é mesmo?

Isso porque, enquanto diversas pessoas enxergam o período de crise como uma fase ruim, existem outras que enxergam como uma oportunidade de finalmente tirar um plano do papel: empreender. 

Por isso, se você seguir no caminho certo desde o começo, terá várias chances de sucesso no mercado.

Mas, além de uma boa ideia, você também precisa planejar bem, conhecer de, gestão e ter muita vontade de superar os desafios que vão aparecer.

Por isso, preparamos este artigo com várias dicas de como começar a empreender do zero sem mistérios.

Boa leitura!

O que é empreender?

empreender reuniao
O que é empreender?

Empreender é usar o seu tempo e as suas melhores competências técnicas e comportamentais com autonomia para criar valor, assumindo riscos e aceitando desafios. 

Para o empreendedor, a iniciativa é essencial, bem como, a curiosidade e a predisposição para assumir riscos calculados. O desafio está na alma do empreendedor. 

– Qual é o conceito de empreendedorismo?

Empreendedorismo significa executar, fazer ou realizar. É um termo utilizado no setor empresarial e várias vezes está ligado à criação de empresas ou produtos novos.

Empreender é também saber identificar oportunidades e transformá-las em um negócio lucrativo.

Quando um empreendedor sabe as necessidades dos consumidores, ele consegue criar uma forma de resolver o problema, oferecendo um produto ou serviço que dê uma experiência de mais qualidade ao cliente (agrega valor). Essa solução pode ser transformada em um negócio.

Motivos para empreender

empreender pessoas felizes
Motivos para empreender.

Diversos brasileiros que  trabalham como funcionários desejam ter o próprio negócio. 

Se esse é o seu caso e você deseja saber as razões para ter o próprio negócio, separamos os principais motivos.

– Realização pessoal

Para além da comodidade de fazer as próprias regras, ser empreendedor tem tudo a ver com a sua realização pessoal de conseguir correr atrás dos próprios sonhos. 

É estar sempre  motivado a construir cada vez mais.

– Liberdade para trabalhar

Outro motivo de empreender é poder estabelecer as próprias regras e formas de trabalhar.

Essa autonomia faz com que as decisões do negócio sejam tomadas por você, ou seja, você é seu próprio chefe.

– Satisfação de desafios pessoais

Ter o próprio negócio também significa realizar grandes sonhos, pois a satisfação de ver a sua criação rendendo empregos, ajudando pessoas e crescendo no mercado é única faz com que você satisfaça os seus próprios desafios.

– Possibilidade de alto retorno financeiro

A independência financeira, apesar de demorar algum tempo para acontecer no empreendedorismo, é outra excelente motivação para você ter o seu próprio negócio.

– Flexibilidade de horário de trabalho

A flexibilidade de horário, tão sonhada por muitas pessoas, é possível para quem tem o seu próprio negócio.

Isso não significa que você irá trabalhar menos, e sim a possibilidade escolher os horários para se dedicar ao negócio, poder controlar o próprio tempo é uma vantagem dos empreendedores.

Como começar a empreender do zero?

empreender mulher predios
Como começar a empreender do zero?

Agora, saiba o passo a passo de como começar a empreender do zero.

– Crie um plano de negócios

Um plano de negócio é muito útil pelo fato de que ele é um documento usado para organizar as ideias e também uma forma de planejar o futuro do seu negócio. Com ele são registrados os objetivos do empreendimento, com todos os detalhes que eles serão alcançados. 

O plano de negócio conta também com o plano de marketing, o plano operacional e o plano financeiro.

No plano de negócio também se desenvolvem todas estratégias para que a empresa atraia e fidelize o cliente, informando o local do negócio, listando os equipamentos que serão utilizados e informando qual será o nível de produção pretendido.

Nesse plano também conta com a estimativa de investimento inicial, as receitas e despesas, o fluxo de caixa, o capital de giro, etc.

Uma etapa muito importante desse planejamento é a análise de mercado, que consiste em um estudo realizado a respeito dos clientes, concorrentes e fornecedores. 

Por meio dela é feita a definição do público alvo do empreendimento, o perfil dos clientes, quais as suas necessidades, preferências, gostos, poder aquisitivo, dentre outros. 

É feita também uma análise a respeito dos futuros concorrentes, fazendo a identificação dos seus pontos fortes e fracos e em quais produtos e serviços eles focam.

– Pesquise o nicho de mercado do empreendimento

Se você entra no mercado como uma marca generalista, que oferece produtos para um amplo segmento, perderá uma das maiores moedas de propaganda que uma marca pode ter: a especialização.

Como marca generalista de um segmento, a sua comunicação atingirá um grande número de pessoas que é impactada por dezenas de mensagens de empresas como a sua, sem que haja uma proposta de solução realmente assertiva.

Outros benefícios de definir um nicho de mercado são:

  • Plano de marketing efetivo;
  • Menor número de concorrentes;
  • Preços mais vantajosos;
  • Facilidade em fechar parcerias estratégicas.

Em outras palavras, definir um nicho do mercado é importante para garantir que todos os seus recursos investidos, incluindo tempo, dinheiro e mão de obra, se transformem em reconhecimento do público e sejam traduzidos em vendas e receita para a sua empresa.

– Realize o trâmite burocrático de formalização do negócio

Uma dica extremamente importante é: formalize seu negócio. Isso pode até parecer bem óbvio, entretanto diversos muitos empreendedores, com o objetivo de evitar gastos com burocracias, decidem manter um negócio informal.  

Mas saiba que não é necessário gastar muito e nem contar com muitas papeladas para ter um empreendimento formalizado desde o começo. 

Além disso, todo o processo formal feito desde o início evita que você tenha problemas fiscais futuros para a sua empresa e também dá acesso a uma série de vantagens exclusivas para quem possui um CNPJ.

Para te orientar nesse processo, procure um contador, esse profissional é responsável por ajudar na documentação necessária para abrir uma empresa.

– Faça um bom planejamento financeiro e fluxo de caixa

Os riscos financeiros estão relacionados à possibilidade da empresa não conseguir honrar seus compromissos, como por exemplo, não pagar em dia seus fornecedores, atrasar o salário dos funcionários, não pagar o aluguel na data de vencimento, etc. 

Para diminuir esse risco, o empreendedor deve fazer um planejamento financeiro adequado à sua realidade.

Avalie qual será o valor do investimento inicial, o qual incluirá a compra de equipamentos, veículos, ponto comercial, contratação de funcionários, etc. 

Inclua também uma reserva financeira para o capital de giro, que suporte as despesas e gastos diversos que ocorrerão nos primeiros meses.

O empreendedor precisa ter em mente que todo negócio está sujeito a imprevistos. Nem sempre as despesas ocorrerão conforme o planejado. 

Logo a empresa deverá possuir alguma reserva para arcar com gastos extras. Caso ocorra um acidente com o veículo da empresa, por exemplo, o empresário deverá dispor de um dinheiro extra, que possa vir a cobrir os custos com o reparo. 

Caso não tenha essa reserva, a situação pode se complicar e ele terá que recorrer a algum empréstimo, com custos financeiros muitas vezes elevados.

– Esteja sempre em busca de se capacitar como gestor do negócio

Independentemente da sua área de negócio, você deve pelo menos fazer um curso de gestão para aumentar sua chance de sucesso no momento em que você começar a empreender do zero.

Isso porque, o que acontece muito é o indivíduo abrir uma empresa em uma área na qual é especialista, mas acaba falindo pelo fato de não entender sobre gerenciamento de negócios.

Conforme o estudo Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, publicado no ano de 2019 pelo IBGE, 6 em cada 10 empresas brasileiras fecham as portas antes de completar cinco anos de atividade.

Para fugir dessa estatística, é preciso buscar qualificação sobre gestão e entender o básico de contabilidade, finanças, operações, vendas e marketing.

No caso do MEI, isso é ainda mais importante, pois muitas vezes o microempreendedor não tem nenhum funcionário e precisa dar conta de tudo sozinho.

Quais os melhores nichos para empreender?

empreender mulher escritorio
Quais os melhores nichos para empreender?

Agora, confira os melhores nichos para empreender:

  • Alimentação saudável;
  • Doces gourmet;
  • Hamburgueria;
  • Mercado pet;
  • Loja de roupas;
  • Loja virtual;
  • Artesanato personalizado;
  • Cosméticos naturais;
  • Assistência em informática;
  • Mercado de afiliados;
  • Manicure e pedicure;
  • Blog;
  • Infoproduto;
  • Serviços de reparo;
  • Brechó;
  • Hotelaria;
  • Franquias;
  • Serviços Automotivos.

O que empreender em 2022?

empreender mulheres anotacao
O que empreender em 2022?

Agora que você viu as inúmeras possibilidades de negócios a pergunta é, como escolher em qual delas empreender? 

Por isso, para te auxiliar nessa escolha, nós fizemos uma lista com os nichos mais promissores do mercado para que você possa avaliar e começar seu empreendimento. 

Confira logo abaixo as informações sobre eles:

  • Loja virtual (e-commerce)

Com mais de 15 milhões de novos consumidores entrando no mundo do comércio digital somente no ano de 2021, esse mercado pode ser considerado um dos mais promissores e crescentes neste  ano. 

Isso aconteceu devido ao cenário de isolamento provocado pela pandemia fez com que os clientes ficassem mais abertos e acostumados com a facilidade que é realizar as suas compras de forma online. 

Um estudo feito pela Future Shopper Report no ano passado mostrou que mesmo que as lojas físicas estejam sendo reabertas em todo o mundo, aproximadamente 70% dos consumidores dizem que vão continuar fazendo as suas compras pela internet.

Um dos modelos de e-commerce que mais chama atenção são os chamados de dropshipping, que tem como referência a criação de uma loja que não possui estoque. 

Nesse caso, o empreendedor intermediário realiza suas compras do fornecedor e entrega ao consumidor final. 

  • Serviços (consultoria, treinamentos)

Agora, se o seu desejo é empreender com equipes menores, o mercado de serviços apresentou um crescimento em vários meses no decorrer do ano de 2021, chegando a ser um dos maiores patamares dos últimos 6 anos no mês de novembro.

Entre os mais lucrativos do setor de serviços podemos citar: consultoria em marketing digital, treinamentos e facilitações para grupos, aulas e acompanhamento de saúde e bem estar, entre vários outros. 

Esse setor também pode ser operado no modelo virtual, assim o empreendedor pode trabalhar de sua casa mesmo realizando as entregas do serviço por meio de plataformas digitais.

  • Infoprodutos (cursos)

Agora, se você tem conhecimento para compartilhar, um caminho muito bom é investir em infoprodutos e cursos. 

A educação e o desenvolvimento pessoal são assuntos que estão constantemente em alta, como mostra o Sebrae, pois ele registrou um crescimento de 200% na procura de cursos onlines somente no ano de 2020. 

Com plataformas especializadas que criam marketplaces de cursos como Hotmart e Domestika, o investimento é baixo, com capacidade alta de retorno e fortalecimento da sua marca.

  •  Alimentos (saúde, ghost kitchen)

O mercado de delivery no Brasil é o maior da América Latina, isso porque o nosso país conta com quase 50% de todo o uso desse serviço na região no ano de 2021, tendo uma movimentação na casa dos trilhões. 

O país conta com mais de 250 aplicativos de entrega e o empreender desse ramo de alimentos pode ser uma alternativa bastante positiva.

Um dos segmentos com maior destaque são as opções de alimentos orgânicos e saudáveis. 

Outro setor que tem um aumento significativo é o de ghost kitchen, onde o restaurante não necessariamente é o dono da cozinha onde a comida é feita, mas sim compartilha o ambiente com diversos outros deliverys.

  • Saúde (telemedicina)

Devido às medidas de isolamento provocadas pela pandemia, houve inúmeros avanços para a regulamentação da telemedicina no ano de 2020. Seja por meio de consultas ou acompanhamento médico, a alta de serviços de saúde que podem ser realizados de forma online é uma tendência que veio para ficar.  

  • Agronegócio

Devido a grande instabilidade econômica, o agronegócio vem se destacando por ser um setor que continua em constante crescimento. 

Ele tem uma previsão de alta de 20% se comparado com o ano de 2020, o setor valoriza constantemente os negócios que conseguem performar bem, sendo responsável por 7% do PIB do país. 

Além disso, o agronegócio movimenta e impacta diversos outros setores, e pode ser uma boa opção para quem pensa em começar o próprio empreendimento. 

  • Pets (produtos e serviços)

A adoção ou compra de animais de estimação aumentaram com a pandemia, e, como consequência, os donos estão cada vez mais buscando produtos e serviços que irão garantir uma boa qualidade de vida para seus animais. 

O crescimento de marcas como a Petz, Petlove e Cobasi mostra como o setor se mostra promissor e uma boa área para quem quer começar a empreender.

  • Conteúdo digital

“Creator Economy” é a palavra da vez. Com grandes audiências no ambiente digital, a economia dos criadores de conteúdo para internet movimentou mais de 1.3 bilhão de dólares em 2021. 

Com empresas buscando cada vez mais se aproximar dos chamados “influencers” para fortalecer suas marcas, é de se esperar que esse mercado continue crescendo e fazendo a diferença para vários empreendedores ao redor do mundo.

  • Franquias

As franquias nunca saem de moda e têm resultados expressivos no terceiro trimestre do ano de 2021, faturando mais de 8% do registrado em 2020. 

Conforme os dados divulgados, esse setor se mostra um empreendimento que, apesar do alto investimento, também promete alto retorno. 

Como montar seu próprio negócio com $100?

empreender casal de negocios
Como empreender com $100?

Caso sobre R$ 100 reais no final do mês ou então você conseguiu juntar essa quantia para começar um negócio, é muito bom que você preste muita atenção no modo que você utilizará esse dinheiro.

Quem tem o sonho de começar um empreendimento pode aproveitar essa oportunidade para dar seus primeiros passos para a construção de uma empresa de sucesso.

Para que isso ocorra, é necessário muito planejamento, até mais do que para quem possui mais dinheiro disponível.

Isso porque não há recursos o suficiente para desperdícios.

Além disso, é importante fazer um bom planejamento financeiro, que é a organização das finanças que possibilita o uso de recursos para o alcance dos seus objetivos.

Com ele, é mais provável utilizar seu orçamento para reais necessidades, a partir da prevenção contra gastos desnecessários causada pela visualização de todas as despesas.

Existem planejamentos de curto, médio e longo prazo. No caso do empreendedorismo, é preciso criar bons planos para cada um desses períodos.

No entanto, para começar um negócio com 50 reais, por exemplo, sua programação deve seguir o investimento imediato e essencial para que seu dinheiro comece a se multiplicar.

Inicialmente, você pode:

  • Analisar gastos e despesas;
  • Estipular metas;
  • Usar planilhas;
  • Comparar preço de mercadorias;
  • Definir nichos de mercado.

Dessa forma, você estará caminhando de maneira cuidadosa para evitar prejuízos ao começar um negócio com pouco investimento.

Conclusão

empreender homem celular
Empreender.

E, claro, é hora de começar a agir. Isso porque, um erro bastante comum da grande maioria das pessoas é esperar as coisas ficarem perfeitas para começar a trabalhar em suas ideias. 

Mas não deve ser assim, pois um empreendedor deve aprender a seguir com a ideia mesmo que ainda não esteja tudo andando corretamente. 

Um ditado muito comum nessa área é “antes feito que perfeito”. Isso significa que é melhor fazer agora, onde está e com o que tem, do que esperar que as coisas fiquem perfeitas para começar. E, claro, com o tempo, ir otimizando o que precisa de ajustes.Gostou do nosso artigo? Continue conosco e saiba muito mais!