A gestão financeira eficiente é fundamental para qualquer negócio, mas se torna ainda mais importante para as pequenas e médias empresas, que normalmente não contam com muitos recursos disponíveis. Nesse caso, qualquer erro pode representar o comprometimento geral do empreendimento.

 

Empresas que contam com as finanças organizadas conseguem planejar investimentos e programar o seu crescimento sustentável. Para isso é preciso ter total controle de seus recursos e acompanhar de perto cada movimentação financeira, identificando quais setores consomem mais recursos e buscando alternativas para reduzir gastos, sem comprometer a qualidade.

 

Apesar de cada empresa ter uma necessidade e o seu próprio funcionamento, alguns erros são muito comuns e devem ser evitados. Hoje vamos contar para você alguns deles e dar dicas para não cair nessas armadilhas.

 

1. Invista em desenvolvimento profissional

 

Muitos empresários se esquecem de que estar à frente de uma empresa exige conhecimento em diversos setores diferentes. Não caia nessa armadilha e fuja das desculpas de falta de tempo.

 

Para ter uma empresa de sucesso é fundamental que você se desenvolva e aprenda novos conhecimentos relevantes para o negócio. Administração, gestão empresarial e finanças são essenciais para qualquer empresa, então não perca tempo e invista em qualificação profissional.

 

Faça um teste de perfil profissional, busque por cursos gratuitos ou pagos e invista seu tempo nesse aperfeiçoamento, que pode ser o grande diferencial para ter um bom negócio.

 

2. Planejamento estratégico

 

É muito comum encontrar pequenas empresas que se deixam levar pela rotina atarefada e acabam não planejando seu crescimento.

 

A construção de uma empresa de sucesso passa pela determinação de metas e objetivos específicos e o planejamento estratégico para alcançar cada um deles.

 

Coloque no papel quais objetivos você deseja alcançar, qual crescimento é o esperado para o período de 3 meses, 6 meses e 1 ano e crie uma estratégia para conseguir alcançá-lo.

 

Faça uma análise dos recursos financeiros disponíveis e projeções de negócios futuros, visualizando todos os aspectos financeiros fundamentais do negócio para atingir seus objetivos.

 

E saiba que o planejamento financeiro é algo mutável que precisa ser atualizado a cada etapa, sempre considerando a gestão financeira e o cenário do segmento de atuação.

 

3. Controle de perto as finanças

 

Todos os dias valores entram e saem do caixa da sua empresa, com novas vendas e pagamentos que precisam ser contabilizados. Mas você precisa acompanhar de perto toda essa movimentação para garantir que os recursos estão sendo usados da melhor forma possível.

 

Não permita que o dia a dia cheio de atividade faça você deixar de lado as finanças, pois esse erro pode ser definitivo e impedir a continuidade da sua empresa.

 

Uma dica muito importante é separar as finanças pessoais e empresariais. Muitos empresários não seguem essa dica e acabam tendo problemas financeiros na vida pessoal e empresarial.

 

O certo é que você tenha um salário fixo que permita o pagamento das suas contas pessoais, e que esse salário caiba no orçamento da sua empresa, claro.

 

4. Corte gastos desnecessários

 

Uma gestão financeira de sucesso fala muito mais de gastos eficientes do que de ganhos aumentados. Quando você consegue investir seus recursos financeiros corretamente, amplia seus resultados.

 

Avalie todos os gastos da sua empresa e verifique quais podem ser reduzidos ou mesmo realocados. Elimine gastos desnecessários e invista naquilo que aumenta a produtividade e otimiza os processos.

 

5. Utilize a tecnologia a seu favor

 

Empreendedores já têm uma rotina bastante agitada e precisam contar com todos os recursos disponíveis que auxiliem e facilitem seu trabalho. No caso da gestão financeira, a tecnologia pode ajudar bastante simplificando tarefas e organizando as informações.

 

Um sistema de Gestão Empresarial ERP auxilia na gestão financeira com a integração de setores. O módulo financeiro unifica as informações de recebimentos e pagamentos, vendas, fluxo de caixa, entre outros, e é integrado com os módulos de vendas, controle de estoque e emissão de notas fiscais, simplificando o registro e acompanhamento dos dados.

 

Além disso, o módulo de relatórios reúne todas as informações e gera relatórios em tempo real, fáceis de serem visualizados, que ajudam a perceber a empresa como um todo e tomar decisões importantes para o negócio.

 

Como anda a gestão financeira da sua empresa?

 

Com essas dicas certamente seu negócio poderá seguir o caminho do crescimento financeiro sustentável e alcançará um destino de sucesso.

 


 

Veja mais:

 

Perfil comportamental – dicas infalíveis para descobrir como melhorar o seu

Dicas para identificar um comprador sério para o seu négocio

Empresa cria ferramenta de análise de perfil profissional