Uma das vantagens da tecnologia e da globalização é promover cada vez mais negócios e oportunidades pelo mundo. No segmento de compra e venda de empresas acontece da mesma forma.

O processo de comprar ou vender um negócio pode ser bastante trabalhoso e até mesmo demorado. Além dos inúmeros detalhes e fatores que influenciam as negociações, muitas vezes o interesse de quem coloca sua empresa à venda pode entrar em conflito com os interesses de possíveis compradores.

Apesar de ser uma tarefa complexa, existem algumas atitudes que podem simplificar e ajudar muito na hora de encontrar negócios e oportunidades que podem ser bem aproveitadas, tanto pelo comprador, quanto pelo vendedor.

Veja abaixo as 7 dicas para ajudar no processo de compra e venda de empresas.

Apresentar a realidade da empresa

 

Seja para estabelecer um valor ou apresentar negócios e oportunidades a compradores potenciais, é preciso saber como coisas de fato estão na empresa. Por isso, é fundamental manter atualizados os documentos gerenciais, financeiros e contábeis do negócio, contendo as informações sobre valores, resultados, estatísticas e patrimônio.

Além disso, para fazer a compra ou a venda de empresas é importante ter conhecimento sobre o mercado do qual o negócio faz parte, apresentando os concorrentes, desafios e oportunidades do setor. Atitudes que demonstram transparência têm um potencial enorme em elevar a confiança de um comprador perante a empresa de interesse.

Um comprador de negócios analisará muito bem as informações fornecidas pelo vendedor e não fechará a compra sem antes estudar muito bem a empresa e o setor na qual ela está inserida.

Confidencialidade, uma grande aliada

 

A confidencialidade não pode ser um item desconsiderado. Confidencialidade, nesse caso, trata-se do sigilo entre as partes sobre a venda de empresas. Uma negociação sem sigilo pode arrasar com a operação do negócio, frustrando colaboradores, fornecedores e até mesmo clientes.

Por isso, antes que a negociação avance é importante assinar um termo de confidencialidade entre as partes, para que a empresa não corra nenhum risco com o vazamento de informações.

Os funcionários da empresa devem saber das negociações pelo próprio dono, para que não gere situações de insegurança, insatisfação ou, até mesmo, uma debandada geral.

Deixar a emoção tomar conta das negociações é uma má ideia

 

A venda de empresas é muito mais que uma simples transação comercial. Vender uma empresa envolve grande monta de recursos do comprador, além do lado emocional e pessoal do empresário.

Todos os negócios e oportunidades têm uma história que envolve esforço, energia e sonhos, sendo muito comum se deixar envolver pela emoção. Entretanto, essa é uma péssima ideia e pode fazer com que o negócio não se concretize. Por isso, é importante usar sempre a racionalidade nas negociações.

Por outro lado, a compra de uma empresa também deve ser uma decisão racional. Às vezes o comprador fica tão empolgado com uma oportunidade de negócio que se deixa levar pelo momento e pode acabar tomando decisões equivocadas.

Flexibilidade na negociação é fundamental

 

A essa altura você já deve saber que toda negociação, grande ou pequena, só é possível se houver alguma flexibilidade entre as partes envolvidas. Na venda de empresas não acontece diferente.

Quem está pensando em vender uma empresa deve estabelecer previamente os pontos negociáveis e as margens de negociação. Buscar um valor justo para o negócio é tão importante quanto saber até onde se pode chegar.

Esteja disposto a ceder um pouco, seja no valor ou na forma de pagamento. Dessa forma, não se perde a oportunidade de fechar o acordo e nem se permite que a desvalorização do negócio.

Pergunte duas vezes sobre os negócios e oportunidades

 

Em todo lugar há pessoas que podem não estar tão bem-intencionadas quanto você. Felizmente, esses casos são minoria.

Mas é possível que pessoas estejam apenas sondando o negócio ou que estejam apenas buscando ter acesso a informações confidenciais para utilizá-la em benefício próprio.

Para minimizar esse tipo de problema o vendedor deve se colocar num papel de destaque, sem se sentir a parte vulnerável do negócio. Pesquise sobre o comprador, pergunte sobre ele, sobre sua experiência e sobre o interesse no negócio. Encontre-o pessoalmente e pergunte novamente.

O vendedor tem em mãos todas as informações sobre a empresa e pode controlar a negociação conforme o seu interesse, liberando as informações mais importantes conforme a confiança obtida do comprador.

Já no caso de quem está pensando em comprar uma empresa, é preciso ficar atento às promessas feitas pelo atual proprietário. Solicitar a comprovação de cada dado repassado é fundamental.

Também é importante realizar uma avaliação detalhada do negócio, levando em consideração as informações financeiras, gerenciais, contábeis, dívidas, passivos tributários e trabalhistas. Dessa forma, é possível minimizar o risco de pagar por um negócio e receber outro.

Entenda a motivação e a realidade do mercado

 

Você sabe por que quer vender o seu negócio? Ele não está oferecendo os resultados esperados ou a operação já lhe cansou? Você quer passar mais tempo com a família? Investir em outros negócios?

Pode parecer bobagem, mas compreender o que leva um empreendedor a fazer a venda de uma empresa é a primeira pergunta que um comprador experiente fará. Decidir vender seu negócio é uma questão muito importante para se deixada de lado.

Se você é o comprador e está em busca de negócios e oportunidades, provavelmente vai questionar o motivo da venda de empresa – muitas vezes o negócio pode ser uma cilada e só te trazer dor de cabeça e a motivação para vender é exatamente se livrar de um problema. Da mesma forma que saber o motivo da venda de empresas, compreender o porquê de investir em um determinado negócio ou setor é o primeiro passo para alcançar os seus objetivos.

Tanto no caso do vendedor quanto do comprador, estar ciente da realidade atual do mercado ajuda a entender o futuro da empresa, qual é seu valor de mercado, seu potencial de crescimento, ou seja, permite que uma decisão seja tomada com mais clareza e diminui as chances de arrependimento.

Venda de empresas de maneira simplificada

 

Como dissemos, encontrar negócios e oportunidades é muito mais comum hoje em dia. Mas o processo de compra e venda de empresas pode ser complexo. Mas existem empresas e profissionais que podem deixar as coisas mais simples e seguras para quem deseja vender um negócio. São os chamados consultores de negócios ou brokers.

Além de cuidar de todo o processo, orientando, preparando e buscando compradores, uma consultoria em compra e venda de empresas ajuda a tirar dúvidas e evitar falhas na condução do processo, oferecendo, inclusive, orientações jurídicas. Em outras palavras, trabalhar com uma consultoria pode ajudar a conseguir o melhor acordo possível para ambas às partes. Mas é claro que contratar uma consultoria tem seus custos e só valerá a pena para negócios um pouco maiores.

Vender a empresa ou passar o ponto são processos que envolvem atenção e cuidados. Mas com essas 7 dicas é possível para melhorar o desempenho tanto na compra, quanto na venda de empresas, promovendo negociações seguras e justas e bem-sucedidas.

Saiba mais:

Passando o Ponto Comercial – 8 pontos de atenção

Venda de empresas – 10 pontos fundamentais para ter sucesso

Por que empresários colocam suas empresas à venda?