Quando o assunto é venda de empresa, muitos empresários ficam em dúvida sobre qual é a melhor forma de fazer isso sem que sejam passados para trás. Então, vamos direto ao assunto. A pergunta básica e fundamental sobre compra e venda de negócios que a maioria dos empresários têm é:

Como vender um negócio em operação?

Parece complexo e, muitas vezes nebuloso, como pode ser realizada a venda de um negócio, já que eles geralmente se caracterizam pela reunião de vários tipos de recurso (financeiro, material, equipe, ativos, passivos, etc) organizados para gerar lucro. De fato, à primeira vista pode ser difícil. Mas se sua decisão de vender o negócio já foi tomada, você precisa compreender como funciona.

Você decidiu que realmente irá vender o negócio. O que fazer agora? Desvendaremos esse processo passo a passo a seguir.

Venda de empresa – 2 caminhos possíveis

 

Toda transação comercial exige certo conhecimento e, é até desejável, que você tenha certa experiência no assunto. Em outras palavras, para vender algo de valor (como uma casa, um negócio ou um carro) é preciso fazê-lo de maneira profissional.

Tome como base o mercado de veículos e o mercado imobiliário. Em ambos, existem pessoas vendendo por si mesmas (de maneira autônoma) ou contando com o auxílio profissional de corretores.

Essa é a primeira questão a ser definida: vender o negócio com o auxílio de profissionais ou de maneira autônoma? Na teoria parece complicado, mas na prática fica mais simples.

Os profissionais de compra e venda de negócios

 

Assim como qualquer grande transação, o processo de venda de um negócio envolve dedicação e pesquisa. São diversas etapas a serem cumpridas até que um comprador negocie e concretize o negócio.

Por exigir dedicação, a venda de um negócio exige também tempo para compreender como funciona o processo, planejamento e mãos na massa. Se, enquanto estiver vendendo-o, você também estiver à frente dele, deverá equilibrar o processo de venda com os esforços para administrar o dia a dia do empreendimento.

Para evitar ficar sobrecarregado e não se dedicar a ambos, uma solução cada vez mais buscada é contar com o auxílio de um especialista em vender empresas, também chamado broker ou, simplesmente, corretor de negócios.

Esse é o profissional especializado que lida constantemente com esse tipo de desafio e sabe conciliar os interesses tanto do vendedor, quanto do comprador. Buscar um profissional como esse é fácil, mas seu custo pode ser alto para muitos negócios, principalmente para as micro e pequenas.

Esses profissionais podem cobrar uma taxa fixa inicial ou um valor para avaliar seu negócio e, além disso, certamente receberão uma taxa caso o negócio se concretize. Apesar de ainda não ser tão comum, existem muitos brokers pelo Brasil e, se você precisar de indicação, conte conosco.

Se essa não é a sua opção, provavelmente você tem uma dúvida diferente: como vender um negócio de maneira autônoma?

Como vender uma empresa por si mesmo

 

Se, assim como milhares de outros empreendedores e empreendedoras, você optou pela venda da empresa de forma autônoma, vamos detalhar esse processo.

A primeira coisa a saber é que há mais empresários vendendo por si próprios do que com o auxílio de brokers. Ou seja, ainda é muito comum que a venda de empresa seja coordenada pelo próprio dono. A grande maioria opta por essa alternativa, dado o custo do profissional.

Em segundo lugar, é importante compreender que vender um negócio pode ser muito simples ou muito complicado. Como dissemos, o seu sucesso dependerá da sua dedicação.

Como qualquer transação de valor, a venda de empresa é um processo que pode ser longo, um pouco burocrático, no qual é preciso negociar e estar em dia com uma série de documentos e exigências governamentais para que tudo saia da melhor forma possível.

De forma resumida, a venda de um negócio pode ser dividida em 5 passos:

1 – Decisão de venda
2 – Preparação para a venda
3 – Determinação do preço
4 – Captação de compradores
5 – Negociação e auditoria

Decisão de venda

 

Como dissemos, a decisão de vender um negócio é o primeiro passo. Mas nem sempre tomar essa decisão é fácil. Deixar uma empresa que você construiu envolve um planejamento cuidadoso e sérias considerações financeiras, legais, tributárias e, até mesmo emocionais.

Diversos são os motivos que podem levar você a querer vender a sua empresa, como a falta de capacidade financeira para prosseguir, uma mudança de prioridade, até mesmo, uma questão familiar. Isto é, não se trata de uma situação simples e é por isso que você deve seguir uma série de etapas com atenção.

É extremamente importante que você analise, por exemplo, se este é o momento mais oportuno para a venda da empresa e se o mercado encontra-se favorável para essa transação no seu setor.

Preparação para a venda da empresa

 

Antes mesmo de colocar a empresa à venda, é fundamental prepará-la e se preparar. O objetivo nessa fase é tomar as providências necessárias para que o comprador consiga ver o que pode ganhar adquirindo o seu negócio. Essa é a única forma de conseguir obter valor com a venda da empresa.

O desafio maior nessa etapa é organizar a documentação para definir quanto vale o negócio e, em seguida, apresentá-lo aos seus potenciais compradores. Mais cedo ou mais tarde eles irão solicitar esses dados.

Você já esteve no papel de comprador durante muitas vezes e já deve ter passado por situações de desconfiança. Não deixe que isso ocorra com o seu comprador. Faça com que ele se sinta confortável com o negócio. Além da sua palavra, apresente documentos confiáveis sobre a empresa. Alguns documentos fundamentais são:

• Planilhas e controles financeiros
• Contratos com fornecedores e distribuidores
• Lista de empregados com datas de admissão e salários
• Contrato de aluguel, licenças, alvarás de funcionamento e registros

É improvável que haja comprometimento real de um interessado antes que você apresente os documentos que comprovem as informações repassadas verbalmente. Lembre-se que o negócio só será vendido se for atrativo para alguém. Portanto, é fundamental que você comece imediatamente a reunir toda a documentação antes mesmo de encontrar um interessado.

Determinação do preço

 

O sucesso na venda de empresa depende da difícil tarefa de estabelecer o preço. Atribuir um valor muito alto pode afastar os interessados. Definir um preço muito baixo fará você perder dinheiro. Por isso, é importante estabelecer um preço realista. E esse é um dos maiores desafios dos empresários, pois exige técnicas específicas para tal.

Existem diversas metodologias de avaliação de negócios. A mais conhecida e utilizada é a Fluxo de Caixa Descontado. Outra forma é avaliar os ativos como maquinário, equipamentos, imóveis, e subtrair os passivos, como dívidas financeiras e trabalhistas.

A depender do tamanho do negócio e da sua disposição para pagar, recomendamos que você realize uma avaliação. Existem excelentes especialistas e consultores disponíveis para te auxiliar nessa etapa.

É comum que os empresários tenham uma expectativa alta sobre o valor do negócio. Um especialista cumpre o papel de fazer uma avaliação racional, podendo ser vantajoso para você e para o comprador ao mesmo tempo.

Captação de compradores

 

A maioria das pessoas acredita que essa é a fase mais difícil da venda de empresa. No entanto, com o advento da tecnologia e do desenvolvimento do mercado brasileiro, ficou cada vez mais fácil encontrar compradores para negócios.

A captação de compradores, que costumava ser a etapa mais difícil, hoje pode ser feita de maneira simplificada pelo meuBiZ. É rápido e muito simples cadastrar um negócio e ser visualizado por milhares de compradores.

Por isso, dedique seu tempo às etapas que realmente lhe tomarão tempo e dedicação, como a fase da preparação e a fase de negociação e auditoria. Tenha em mente que, para vender, você não precisará encontrar vários compradores interessados. Você pode encontrar somente um e dedicar-se a convencer-lhe sobre o valor do seu negócio.

Negociação e auditoria

 

Após encontrar um comprador, é chegada a hora de negociar a venda, apresentar o valor da empresa para obter o retorno esperado. Chegar a um acordo em que todos ganhem deve ser o seu objetivo principal, pois um vendedor e/ou um comprador insatisfeito gera desgastes antes, durante e depois do negócio feito.

Busque entender as peculiaridades e necessidades do comprador e crie um acordo adequado para ele e para você. Uma vez que esteja claro, é hora de revisar o contrato com advogados, assiná-lo, e dar início à auditoria ou due diligence. É nesta etapa que o comprador identificará cada detalhe do que está comprando e deve investigar e revisar o negócio de maneira completa, evitando sustos futuros.

Dedicação é a chave para o sucesso

 

Como você pôde notar até aqui, a venda de empresa pode envolver muitas nuances. Por isso mesmo, dedicar-se ou contar com o auxílio de um especialista são fatores chave para o seu sucesso.

Esteja atento ao passo a passo e elabore os melhores argumentos para apresentar o valor do seu negócio. Não há outra forma de conseguir obter sucesso na venda de empresa senão mostrando como o negócio pode ser vantajoso para a outra parte.

Se você já tomou a decisão de vender o negócio e quer colocá-la à disposição de milhares de compradores, basta acessar o meuBiZ.

Saiba mais:

Por que empresários colocam seus negócios à venda?

Avaliação de empresas – Tudo o que você precisa saber

Passa-se o ponto – 7 coisas para saber antes de vender